quarta-feira, 13 de maio de 2015

Você precisa estar bem mentalmente para amar alguém

Não que eles estivessem mal. Aliás, estavam muito bem. Sim. Bem. Um relacionamento de dois anos. Um período de felicidades, de companheirismo, de amor, de carinho, de respeito; mas lógico, de dramas. Qual casal não tem suas discussões? Porém, elas eram construtivas, favoreciam e articulavam neles um final de aprendizado e força maior, que os trazia ainda mais perspectivas boas.

Com o passar do tempo e, como todo casal, os envolvidos se acomodaram a algumas questões de uma vida a dois; passaram a conhecer tudo de cada um, e assim criaram um laço forte de companheirismo. Contudo, um deles - o mais novo - tinha um problema - talvez um só - mas que o afligia há tempo e que o deixava inseguro diante o seu relacionamento. Este mal estava cada vez mais presente, ou melhor, já era onipresente, o que fazia surgir um estresse psicológico muito grande e associações descabidas. 
Brigas emergiram diante disso - o outro não entendia o motivo. Era psicológico, só aquele via o problema, só ele tinha o problema, e para ele era o defeito.
Psicologicamente abalado, numa conturbação com seu próprio eu, decidiram dar um tempo no relacionamento. O mal estar, a ânsia em querer ser aquilo que não era, ou até mesmo desejar fazer coisas em si para se tornar algo que não o pertencia, trazia desespero ao mais novo. E mais desalento ainda por pensar que se perdesse alguém como seu companheiro seria extremamente um desfazer de ruínas em sua vida, porque este era o único que o entendia, que o apoiava, que dava-o amor, que o queria daquela maneira; mas seu problema o deixava aquém de tudo; cabisbaixo; dilacerado e sem vontade de agir, de correr atrás. de compilar uma situação e favorecê-la a si mesmo. Triste...


Você precisa estar bem mentalmente para amar alguém.

Viver bem com aquilo que se é, é a melhor maneira de se conseguir viver com alguém que se ama.
B.S.

Não espere alguém que o faça ver seus defeitos, espere alguém que o faça enxergar suas qualidades.
B.S.

Tenha a certeza de que sempre haverá um ser no mundo que o compreenderá e o aceitará da maneria como você é. Por mais que demore, ele chegará.
B.S.




E uma pergunta surge diante deste texto. Em que você dá mais valor numa pessoa: ao sentimento ou ao corpo físico (dito perfeito)? 
Responda nos comentários!

4 comentários:

  1. O homem só se livra do desespero quando encontra a si (Conceito de angústia de Soren Kierkegaard).

    Como um adepto da filosofia existencialista, responderei por essa perspectiva.
    O indivíduo é a soma do que faz, do que pensa e do ambiente que interage diariamente. Nós só encontramos "paz" quando esses três elementos estão favoráveis e condiz a nós. Quando estamos agindo, fazendo ou vivendo em um local que não nos encontramos, a angústia dentro de nós impera irrefutavelmente. Todo momento é momento de mudança, devemos nos transformar a cada dia, e mesmo após nos "encontrarmos em nós mesmos", devemos mudar para aprimorar-nos, sem perder nossas características genuínas.
    Seja "egoísta", busque se encontrar, pois dessa maneira, o resto entrará em sincronia contigo e virá naturalmente.

    Questão de beleza ou sentimento?
    Ai vai de cada um. Muitos se satisfazem com a beleza, outros vivem do sentimento.
    Eu prefiro a segunda opção, principalmente porque não me importo com padrões impostos pela massa. Não consigo ver a beleza que tantos veem nas definições impostas.

    Lembre-se que a única pessoa que você não poder viver sem, é sem você mesmo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por suas palavras, meu querido! Comente sempre por qui! Bjo grande

      Excluir
  2. Reflexivo.....Pensando assim acredito que realmente é preciso estar bem com você mesmo em todos os sentidos, até em seus mais confusos pensamentos onde já não quer se entregar por inteiro a alguém de novo, não agora...Porque sabe que o coração ainda está cicatrizando tudo o que viveu e sofreu por alguém.

    Alguém que se deixa levar pela beleza imposta na sociedade não amadureceu o suficiente para viver com outra pessoa. É preciso encontrar a beleza naqueles pequenos detalhes ou o que te faz lembrar da pessoa, desde aquele abraço, aquela barba bem feita ou até um cabelo que fica jogados no ombro....

    Beijooos Bru, adorei a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou e te trouxe essas sensações, querida Luna! Bjo grande!

      Excluir