segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O que dizer de João de Barro de Maria Gadú?

E o que dizer dessa música maravilhosa de Maria Gadú? JOÃO DE BARRO


Todas as vezes que a ouço, deito-me em meus devaneios
Alusões são infalíveis em minha mente
As paixões ressurgem num compasso desenfreado
As promessas se esvaem, nada mais me importa.
Encontro-me deitado, numa palpável dor sem motivo
Talvez uma loucura, uma insanidade de minha mente
Me acarreta numa impassiva e contagiante melancolia
Tudo isso acontece quando ouço esta música,
Esta simples e maravilhosa canção 
Que me deixa de queixo no  chão
Que me fez até construir rimas, rimas estas
Que expressam os sentimentos quando a ouço
Mesmo que tamanha seja a dor...
TODAVIA...
Não se preocupe leitor
Ninguém nunca morreu do mal de amor.
Mas sempre há de surgir, vir à tona, a primeira vez
Ó, quanta insensatez
Eu me rebaixo ao nível desenfreado do coração
Eu me cubro de rubro e acelero a emoção
Dada do momento em que vivo
Dada do momento em que estou
Dada do momento em que nada mais me importa, 
Porque aqui você já não mais está
Já não mais acalenta meu coração
Muito menos ameniza minha dor
Tampouco me deixa evitar um suicídio no meu mundo sem cor.


Abaixo a letra maravilhosa de Leandro Léo. Curtam a música, a canção é belíssima, eu a amo de paixão, me traz inspiração, me traz amor, me traz coisas boas sempre!

João de Barro

O meu desafio é andar sozinho
Esperar no tempo os nossos destinos
Não olhar pra trás, esperar a paz
O que me traz
A ausência do seu olhar
Traz nas asas um novo dia
Me ensina a caminhar
Mesmo eu sendo menino, aprendi
Oh, meu Deus, me traz de volta essa menina
Porque tudo que eu tenho é o seu amor
João de Barro, eu te entendo agora
Por favor, me ensine como guardar meu amor
O meu desafio é andar sozinho
Esperar no tempo os nossos destinos
Não olhar pra trás, esperar a paz
O que me traz
A ausência do seu olhar
Traz nas asas um novo dia
Me ensina a caminhar
Mesmo eu sendo menino, aprendi
Oh, meu Deus, me traz de volta essa menina
Porque tudo que eu tenho é o seu amor
João de Barro, eu te entendo agora
Por favor, me ensine como guardar meu amor
Oh, meu Deus, me traz de volta essa menina
Porque tudo que eu tenho é o seu amor
João de Barro, eu te entendo agora
Por favor, me ensine como guardar meu amor
Oh, meu Deus, me traz de volta essa menina
Porque tudo que eu tenho é o seu amor
João de Barro, eu te entendo agora
Por favor, me ensine como guardar meu amor
Meu amor
Letra de Leandro Léo e Rafael Portugal
E o vídeo da música!

2 comentários:

  1. Amei, um texto simplesmente lindo, pra uma música linda e adoravel...

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Lais. A música é formidável!

    ResponderExcluir