domingo, 29 de março de 2015

Uma visão integrada da homossexualidade

Pessoal, hoje venho aqui, não como escritor (também como escritor), mas como Biólogo em formação que é minha graduação, para dar um argumento aos homofóbicos de plantação e que só querem achar pontos negativos na homossexualidade. E eu digo, eu só vejo pontos positivos!


Sabe o que o mundo vive hoje? Vive um avanço na taxa demográfica, onde a população vem crescendo cada dia mais, superexplorando o planeta, já que a agricultura aumenta, pois a demanda por alimento é maior; a produção em massa também cresce (vivemos majoritariamente no capitalismo); entre tantos outros fatores que precisam crescer (sem poder) para atender a demanda da população. Com isso, há geração de resíduos, tantos sólidos como de diversas outras especificidades, o que gera a poluição, e pensar em poluição não é só pensar no lixo que não é jogado corretamente na lixeira, é mais que isso, é pensar na consequência que isso gera, pois a poluição das águas aumenta, a do solo cresce e a do ar fica insuportável.  Por tanto, um outro pedido, jogue o lixo no lixo e, se der, separe o que é reciclável do que não é. Bom, continuando o raciocínio, a população aumentando, há a falta de espaço por habitante neste mundo, causando uma baixa qualidade de vida às pessoas. Imagine você junto com mais cinquenta indivíduos (seres humanos) dentro de uma caixa fechada (detalhe: esta caixa tem 5 metros por aresta. Se você não sabe calcular a área da superfície de um cubo, vos explico: eleva este 5 ao quadrado e o resultado disso multiplica por 6 = 150 m². Fazendo a Densidade Demográfica disso, dará 3hab/m². Você conseguiria viver assim? E pior? Você conseguiria repartir 1 m² com mais duas pessoas em um ambiente ecologicamente desequilibrado? Onde não se tem ar puro para respirar ou um solo e uma água de qualidade? Pensem...). Ou seja, a sustentabilidade fica a mercê de políticas inconsistentes, porque nem mesmo os políticos sabem como resolver os problemas básicos de saúde, já que de acordo com a Constituição Federal a qualidade de vida em todos os seus aspectos é direito de todo cidadão. Mas como garantir isso se os heterossexuais apenas colocam filhos no mundo e os abandonam, aumentando a população? (É preciso uma política que proíba a geração de filhos pela "heteronormatividade").  Será que os homofóbicos de plantão não veem que os homossexuais é a salvação deste planeta?... Mas como assim? É simples! Os homossexuais (pessoas normais e que podem ser boas ou ruins assim como todo heterossexual) adotam/adotarão filhos, porque eles têm capacidade de amar o próximo, de tirar da solidão uma criança que foi abandonada por um casal heterossexual e, ainda, têm o prazer de dizer que é homossexual e que vive feliz com seus filhos não congênitos! Isso, obviamente, diminuirá a taxa de natalidade, a população poderá atingir um nível de sustentabilidade, as demandas diminuirão e tudo será favorável a um desenvolvimento sustentável.  O mundo será habitado por um número menor de pessoas, porque se os gráficos continuarem mostrando que o taxa de natalidade é maior que a de mortalidade, vamos ter que habitar outro planeta (o ser humano já vem pensando nesta hipótese), caso contrário, a capacidade ecológica e de sustentação do planeta Terra vai se corromper e um holocausto vai acontecer. Sabe o Big Bang?! Tipo aquilo! Então, pessoas e seres humanos (se posso chamar assim) que agridem, que repelem, que vaiam, que matam, ou que fazem qualquer atrocidade a alguém da comunidade LBGT, vocês estão se matando, causando um suicídio coletivo, porque os homossexuais são a salvação deste mundo, para um planeta, quem sabe um dia, mais equilibrado ecologicamente, em que as pessoas possam viver em harmonia com sua natureza e ser quem realmente são.



E se você ainda está preocupado por que fulano ou ciclano é homossexual, só digo uma coisa: o planeta Terra está prestes a implodir e você continua dando tanta importância à orientação sexual alheia?! Ser humano, se enxerga (isto é uma chamada!)! A crise hoje não é a sexualidade (ela existe desde primórdios, só você não sabe), a crise hoje é a falta d'água e o deterioramento do meio ambiente. Se liga no que realmente importa! Aceita bee!Sabe o que o mundo vive hoje? Vive um avanço na taxa demográfica, onde a população vem crescendo cada dia mais, superexplorando o planeta, já que a agricultura aumenta, pois a demanda por alimento é maior; a produção em massa também cresce (vivemos majoritariamente no capitalismo); entre tantos outros fatores que precisam crescer (sem poder) para atender a demanda da população. Com isso, há geração de resíduos, tantos sólidos como de diversas outras especificidades, o que gera a poluição, e pensar em poluição não é só pensar no lixo que não é jogado corretamente na lixeira, é mais que isso, é pensar na consequência que isso gera, pois a poluição das águas aumenta, a do solo cresce e a do ar fica insuportável.  Por tanto, um outro pedido, jogue o lixo no lixo e, se der, separe o que é reciclável do que não é. Bom, continuando o raciocínio, a população aumentando, há a falta de espaço por habitante neste mundo, causando uma baixa qualidade de vida às pessoas. Imagine você junto com mais cinquenta indivíduos (seres humanos) dentro de uma caixa fechada (detalhe: esta caixa tem 5 metros por aresta. Se você não sabe calcular a área da superfície de um cubo, vos explico: eleva este 5 ao quadrado e o resultado disso multiplica por 6 = 150 m². Fazendo a Densidade Demográfica disso, dará 3hab/m². Você conseguiria viver assim? E pior? Você conseguiria repartir 1 m² com mais duas pessoas em um ambiente ecologicamente desequilibrado? Onde não se tem ar puro para respirar ou um solo e uma água de qualidade? Pensem...). Ou seja, a sustentabilidade fica a mercê de políticas inconsistentes, porque nem mesmo os políticos sabem como resolver os problemas básicos de saúde, já que de acordo com a Constituição Federal a qualidade de vida em todos os seus aspectos é direito de todo cidadão. Mas como garantir isso se os heterossexuais apenas colocam filhos no mundo e os abandonam, aumentando a população? (É preciso uma política que proíba a geração de filhos pela "heteronormatividade").  Será que os homofóbicos de plantão não veem que os homossexuais é a salvação deste planeta?... Mas como assim? É simples! Os homossexuais (pessoas normais e que podem ser boas ou ruins assim como todo heterossexual) adotam/adotarão filhos, porque eles têm capacidade de amar o próximo, de tirar da solidão uma criança que foi abandonada por um casal heterossexual e, ainda, têm o prazer de dizer que é homossexual e que vive feliz com seus filhos não congênitos! Isso, obviamente, diminuirá a taxa de natalidade, a população poderá atingir um nível de sustentabilidade, as demandas diminuirão e tudo será favorável a um desenvolvimento sustentável.  O mundo será habitado por um número menor de pessoas, porque se os gráficos continuarem mostrando que o taxa de natalidade é maior que a de mortalidade, vamos ter que habitar outro planeta (o ser humano já vem pensando nesta hipótese), caso contrário, a capacidade ecológica e de sustentação do planeta Terra vai se corromper e um holocausto vai acontecer. Sabe o Big Bang?! Tipo aquilo! Então, pessoas e seres humanos (se posso chamar assim) que agridem, que repelem, que vaiam, que matam, ou que fazem qualquer atrocidade a alguém da comunidade LGBT, vocês estão se matando, causando um suicídio coletivo, porque os homossexuais são a salvação deste mundo, para um planeta, quem sabe um dia, mais equilibrado ecologicamente, em que as pessoas possam viver em harmonia com sua natureza e ser quem realmente são.
E se você ainda está preocupado por que fulano ou ciclano é homossexual, só digo uma coisa: o planeta Terra está prestes a implodir e você continua dando tanta importância à orientação sexual alheia?! Ser humano, se enxerga (isto é uma chamada!)! A crise hoje não é a sexualidade (ela existe desde primórdios, só você não sabe), a crise hoje é a falta d'água e o deterioramento do meio ambiente. Se liga no que realmente importa! Aceita bee!

Leia esta notícia em que Fernanda Montenegro dá apoio à homossexualidade diante da novela atual da Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário