domingo, 19 de junho de 2016

Vista seus "defeitos"



Criar a autenticidade é ultrapassar barreiras da nossa própria zona de conforto. É suprimir a alienação intrínseca do ser e elencar rotas injuriantes, capazes de realizar mudanças no sentido in situ do indivíduo.

Você já parou para pensar na maneira como você se apresenta às pessoas? A forma como se comporta? Já parou para analisar o que mais te atrapalha em ser você mesmo diante à sociedade? Não?!...

Bom, somos seres que pensam, que de alguma forma possuem um poder de raciocínio mais desenvolvido e capaz de inventar e construir coisas que podem trazer benefícios ou malefícios aos demais e à nossa própria espécie. Temos a incrível capacidade de criação, por meio da criatividade que nos incumbe e a nossa audácia em utilizar de recursos naturais para criar recursos artificiais, surtindo efeito à materialidade perspicaz, fazemos e desfazemos (controlamos).

Essa materialidade nos acelera, nos mantém fechados ou indecisos ao que pode ou não acontecer, devendo a nós mesmos admitir o que é real e o que é uma panaceia de desejos - num falsete.

Seus defeitos fazem de você pensamentos que o instiga a acreditar no seu menosprezo e insucesso diante dos outros?

Já parou para pensar  na sua autenticidade? Ou na originalidade do seu ser? 
De fato é uma pergunta um tanto complexa e perpassa a esfera do se olhar, do se amar, de coletar dados e informações que estão consigo mesmo - dentro de você. Já parou para pensar em todas as diversas formas que um "oi" pode ser dado e interpretado dependendo de como você está com você mesmo?!...

O que você acha dos seus defeitos?... Eles te limitam? Eles te fazem desacreditar de algo?... Como eles te influenciam?...
Atente-se ao fato de que os defeitos fazem parte de você, e que você (assim como eu) é único, uníssono; numa única e verdadeira essência. Seus defeitos compõem o ser mais incrível e completo; perfeito, como nenhum outro.

Não há certezas absolutas sobre nada na vida; mal podemos afirmar que 2+2 é mesmo igual a 4, porque os números são invenções humanas para aperfeiçoamento e facilitação do nosso trabalho do dia-a-dia. Por que queremos, então, nos rotular e deixarmo-nos dentro de uma caixinha fechada em que o externo não é permitido entrar e o que há dentro não pode passar por mudanças?!... Desconstrução (do seu ser) é uma boa ação para todas essas perguntas!

Defeitos são únicos, são eles que fazem de você o ser que precisamos no mundo, para compor o ciclo de vida, em que as diferenças unem-se às perfeições e tudo notavelmente se mescla a um tom de diversidade, o qual cria-se numa sinergia com a pluralidade de cor, raças, etnias e ideologias!


SEJA VOCÊ, INDEPENDENTE DO QUE VOCÊ É! ACEITE SEUS "DEFEITOS"!


Nenhum comentário:

Postar um comentário