domingo, 8 de março de 2015

Nocauteado pelo sonho

E quando o sonho é nocauteado pelo maior dos sonhos? Sonhos todos temos. Não adianta dizer que você é uma pessoa sem perspectiva, porque simplesmente pelo fato de termos nascido, tivemos a ânsia em estar vivos, mesmo inconscientes, e isso é a verdadeira noção de que o ser humano, por mais negativo que seja, tem algum desejo interiorizado. Mas, e quando esse sonho é nocauteado por seu próprio sonho? Um desejo que antes era vivo, audacioso, que estava em seu subconsciente e pensamentos passa de protagonista à antagonista de uma maneira quase que inaudível à alma e acaba por fomentar uma preocupação dilaceradora, que te abre a mente e te deixa deveras desconcentrado.

Um sonho que antes era simplesmente uma maneira de se atingir o tudo, de se ter o mundo, de se conseguir respirar, de ter o mais bem precioso ao seu lado, o bem de estar vivo o suficiente para gritar aos quatro cantos do planeta de que isso te faria feliz, passa, neste exato momento, a te prender em uma câmara de gás nazista e te faz refém incalculavelmente mórbido e sem reação positiva para contraria-la.
Será que isso é falta de acreditar mais num sonho? Talvez seja possível retomar a verdadeira rota e levantar a cabeça? Outro aval à felicidade a de surgir um dia?
Um sonho nocauteado é simplesmente o maior dos caminhos obscuros que pegamos. Ao se deparar com uma rota estranha, em que o medo não subjaz a razão, torna-se possessivo a ânsia pelo inanimado e acaba-se por derrotar a última e, quem sabe, única esperança que tínhamos diante daquele pontinho brilhante no fim do túnel.
É desolador ver uma pessoa sem sonhos. Ou melhor, vê-la num sonho de não querer mais sonhar... de não querer mais acreditar que seu antigo devaneio era, para si, algo divino. Às vezes tenho estes sintomas de pensar que meu sonho está sendo nocauteado pelo próprio sonho, de que tudo que eu queria ser ou ter me fizeram perder as esperanças em tê-los ou sê-los.
E o que fazer diante de uma situação como está? Mudar os planos? Jogar tudo pro alto? Lutar por um novo ideal? Mas qual? Ou ficar e continuar vivendo cada dia de uma vez, tentando buscar no interior alguma motivação para se satisfazer dia-a-dia e recuperar o que foi nocauteado?


Imagem que representa  a ilusão de que um dia um sonho seria realidade e que tudo seria feliz se o tivesse concretizado.

Um comentário:

  1. [...]tivemos a ânsia em estar vivos, mesmo inconscientes, e isso é a verdadeira noção de que o ser humano, por mais negativo que seja, tem algum desejo interiorizado[...] Adorei Bru, sim tem momentos em que são tantos os nocautes do que um dia foi sonho e hoje já não tem o mesmo sentido

    ResponderExcluir